Fernando Nogueira é um dos “Rostos do Novo Norte”

“Bienal de Cerveira | 35 anos de valores culturais e arte contemporânea” (2015) é um dos 50 projetos da Região Norte que integra a publicação “O Norte Somos Nós – Rostos de Um Novo Norte”, lançada esta terça-feira pela Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Norte (CCDR-N).

O prefácio do livro refere: “O ON.2 – O Novo Norte não é feito só de números nem de prioridades. Os protagonistas deste programa financeiro são sobretudo os responsáveis pelos investimentos efetuados e os beneficiários dos projetos que deverão conduzir a região a um patamar mais competitivo, mais próximo das demais regiões europeias. Para um Novo Norte”.

Neste sentido, a CCDR-N, enquanto Autoridade de Gestão do ON.2, desafiou três fotógrafos – António Sá, Claude Medale e Egídio Santos – a retratarem os protagonistas enquanto embaixadores genuínos do programa. O livro “O Norte Somos Nós – Rostos de um Novo Norte” é o resultado desta recolha e “serve para reconhecer que uma região só se afirma como dinâmica e competitiva se apostar nos seus cidadãos”.

Fernando Nogueira, na qualidade de presidente do Conselho Diretivo da Fundação Bienal de Arte de Cerveira, deu rosto a este projeto cerveirense que integra o restrito leque de rostos do Novo Norte. “Bienal de Cerveira | 35 anos de valores culturais e arte contemporânea” incidiu na inventariação, restauro e conservação do acervo da Fundação, composto por mais de 500 obras e avaliado em mais de um milhão de euros, bem como concretizou um plano de promoção e divulgação deste património, permitindo ao público o acesso e conhecimento deste legado.

A cerimónia de lançamento do livro e inauguração de exposição com o mesmo nome – “O Norte Somos Nós – Rostos de um Novo Norte” – decorreu, esta terça-feira, no Porto, num encontro que marcou o encerramento de um ciclo comunitário que permitiu a aplicação de um envelope financeiro muito significativo na Região do Norte, viabilizando um investimento de cerca de 3,2 mil milhões de euros.

 

Texto redigido pelo Gabinete de Comunicação da CMVNC